Sábado, 24 de Janeiro de 2004

O reencontro...

... do aluno e sua primeira professora 


encontro 1.JPG


Foi emocionante ver como aquele "aluno" passados muitos, muitos, anos escutava eternecido a sua primeira mestre de escola.


A sua professora conta actualmente com linda idade de oitenta e nove anos. É ainda hoje a  sábia mestre de muitas meninas, meninos, senhoras e senhores lá da aldeia onde vive. Todos  pedem conselhos e ouvem suas opiniões sobre este ou aquele assunto.


 A Dona Ermelinda, como é conhecida esta velhinha professora, é um pólo dinamizador de toda a terra, dentro e fora de muros... é a fonte de inspiração de todos. Continua a colaborar nos periódicos locais, a escrever a sua poesia, a pintar os seus quadros, a fazer teatrinhos, a coreografar, a ensinar a bordar, a ensinar a cozinhar, a ensinar a amar o próximo, a ensinar , a ensinar... Transporta em si uma dádiva de amor e dedicação interminável.


À Dona Ermelinda TODA A COMUNIDADE está a dever um rasgado elogio público. E, porque não fazer chegar esta SENHORA às mais altas esferas do País para que lhe seja atribuído um galardão em reconhecimento pela importância do trabalho que tem desempenhado ao longo da sua vida? Porque não a atribuição duma medalha no dez de Junho pelas mãos de Sua Excelência o Senhor Presidente da República?? Afinal é a esta Mestre de Escola que se deve (não tenho dúvida) a manutenção e a fixação do aglomerado populacional, do lugar onde vive, evitando desse modo mais uma terra desertificada neste País...


Esta Senhora é uma pérola que o concelho de Ribeira de Pena não pode esquecer! Foi muito gratificante ver o entusiasmo embevecido que o "velho" aluno "bebia" a leitura dos poemas da sua professora primária.


Hoje, esse aluno, também ele é professor. O aluno, que conta já uma belíssima idade de quase setenta e sete anos, não se cansa de elogiar "a metodologia pedagógica" da sua professora primária recontando, as vezes sem conta, que ela repetia os testes preparatórios para seus exames, de como tinha orgulho em levar "seus meninos" à sede de concelho para serem testados nos seus conhecimentos e, como  lhes proporcionava o conforto pagando a Pensão para que se encontrassem bem descansadinhos no dia do exame.


Claro, todos obtinham a nota máxima! TODOS BRILHAVAM!!


 Estamos a relatar acontecimentos passados na década de trinta do século XX. Era uma época de extrema pobreza em Portugal, nomeadamente nas terras de interior como Agunchos, em Ribeira de Pena.


Esta SENHORA já demonstrava um coração de uma imensa nobreza preocupando-se com a estabilidade física e emocional dos seus pupilos...


 Hoje, este aluno é professor numa Universidade em Brasília... E, também ele à semelhança da mestre mantém uma grande actividade intelectual. Também ele escreve obras lúdicas e de erudição, também ele me parece uma pessoa de extraordinária bondade


Um dia escreverei deste "emigrante" Português que fez obra fora de Terra Lusa.


Maricelper 


 

publicado por marce às 10:39
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Domingo, 18 de Janeiro de 2004

...

 


Jan Muá visita a cidade de Lisboa


Joao.jpg


ENREDO

Os céus abertos
São como uma brisa da tarde
Minha alma percorre o mundo
E seus sinais
Na circunstância que os revela

Respiro a cor oferecida pela natureza
Saciada com a chuva
E me deleito apaziguado
Entre as formas deglutidas pelo olhar!

De longe lanças tua teia
Que enreda minha imaginação
E tornas-te onipresente
Na neblina que encobre teu rosto

Mais do que dona Sebastiana
Alimentada por platônica esperança
De que um dia virás
És já Maria Aparecida no altar
Das letras de tua escrita
Para onde carreias algumas emoções de relação
Atenta e contida
A percorrer trilhos insistentes
Em direção ao meu castelo

Os pássaros gorjeiam na tarde
E se aquietam alegres
Provando os sabores da amora!

Na toada cantante do nhambu
Os ares me trazem tua lembrança
Na inquieta saudade
Que já despertas em mim
Antes de te conhecer!

Jan Muá
6 de janeiro de 2004

publicado por marce às 03:30
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Janeiro de 2004

Fui enganada. Coisas de Repartições Públicas...

No passado dia 5 de Janeiro, a pedido dum amigo que vive no Brasil, desloquei-me a uma das lojas do cidadão para me informar sobre as suas pretensões de obter os documentos. O BI e Passaporte... Este amigo, entretanto naturalizado Brasileiro, tinha os documentos desactualizados.... Na melhor das boas vontades lá me dediquei à caminhada. Desloquei-me à loja, como referi, e deparei com os serviços do Ministério da Justiça em greve. Felizmente davam informações.... Perguntei, Perguntei, um funcionário, nas suas prontas e eficientes explicações, foi-me dizendo para utilizar a Internet e fazer o pedido da certidão, era mais rápido e mais prático, etc, etc. Informei-me sobre prazos de entrega, documentação necessária. E, toda contente com sentido de missão cumprida lá vim eu para casa consultar o site, afinal poupava tempo, canseiras e até ficava em conta. Preenchi o formulário e efectuei o pagamento no dia 6 de madrugada, tudo via electrónica. Pedi que o mesmo me fosse enviado por correio azul, pela urgência que tinha da documentação (o meu amigo chegaria a Portugal dia 14) e, fazia questão que tudo estivesse encaminhado. Nesse mesmo dia seis de Janeiro resolvi ao fim do dia telefonar para a conservatória emissora do documento para me informar se o processo correra bem e saber se poderia ficar descansada com o assunto. Do outro lado do fio... alguém todo solicito me responde de imediato: "A certidão pedida hoje via Internet? - Sim, já foi emitida e posta no correio..." Deste lado do fio -eu- incrédula retorquia "tem a certeza?" "Sim", responderam.
Num rasgo de satisfação pensei este serviço funciona mesmo bem! Admirada e surpresa com tamanha celeridade imediatamente comecei a recomendar a amigos para quando necessitarem. O pior vem depois... Ansiosa todos os dias chegada a casa perguntava se chegara a tão esperada correspondência. Nada.
Passados três dias. Nada!
Fazendo contas à vida... afinal o meu amigo estava mesmo a chegar, a Lisboa, e papéis nada! Lá fui novamente à loja do cidadão e apresentei as minhas dúvidas no respectivo serviço de certidões. Estranhava tamanha demora por uma correspondência que pretendia prioritária - paguei para isso! Não me souberam esclarecer. Resolvi então, no sábado, pedir nova emissão do documento nos serviços da loja, por telecópia. Saiu mais caro. Mas, era mais seguro e, ansiosa, queria mostrar uma boa imagem País em que vivo. Na segunda-feira a mesma coisa - nada!
Passava já uma semana. Terça, 13, vou à loja do cidadão levantar a telecópia pedida... Resolvi então inquirir o funcionário sobre o que havia passado com a certidão pedida anteriormente. Este, não sabia o que dizer nem o que fazer para me informar perante o facto de querer apresentar uma reclamação dos serviços prestados. Atónito, reenviou-me para o serviço de gestão da loja. Calcorreei mais uns metros e fui perguntar.
A Gestora da loja também não me sabia resolver o problema... perante a minha insistência de que alguém ou algum serviço deveria se responsabilizar por receber a reclamação pela insatisfação da prestação de serviço que me fora feito. Logo, me dirigiu a alguém do INFOCID que se prontificou em saber a resposta para as minhas dúvidas e insatisfação. Fiquei a saber então a tramitação do processo: Dia 6 deu entrada o requerimento no INFOCID. Dia 7 foi levantado pela Conservatória (só dia 7!), e no dia 9 (sexta-feira) colocado no correio. Senti-me enganada!
Afinal a funcionária da Conservatória havia dito...
Nestas andanças perdi uma semana gastei dinheiro e ansiedade, preocupada com o extravio do documento e triste pela prestação de um serviço que afinal não é tão rápido assim.
Onde está a excelência??
Quem me devolve o tempo e o dinheiro Gasto?
O que importa nisto tudo é o meu sentimento de dever cumprido.
Hoje, chega o meu amigo, já tenho o documento esperando por ele...
publicado por marce às 06:27
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 10 de Janeiro de 2004

Agunchos...

1.JPG </p>

Espigueiro/Canastro sobre uma rua do lugar.


Arquitectura Rual.


Agunchos, Ribeira de Pena


publicado por marce às 23:05
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 9 de Janeiro de 2004

Caiu no meu mail...

Resolvi colocar aqui um artigo que me enviaram para o mail. Achei-o pertinente... e aqui fica para ser comentado.

A propósito da república das bananas e outras história edificantes

1. a jornalista maria joão ruela foi, por indicação da sua entidade patronal, para o iraque fazer uma reportagem sobre um país em guerra.
A jornalista maria joão ruela, e sua entidade patronal, sabem que nas guerras existem probabilidades, um pouco mais 'prováveis' de acontecer, de se ser ferido, morto ou assaltado, do que se estiver a fazer uma reportagem sobre a desaparecimento das urgências de pediatria no hospital de santa maria.
A jornalista maria joão ruela foi ferida e assaltada enquanto exercia o
seu trabalho de jornalista para a sua entidade patronal.
A jornalista maria joão ruela foi evacuada para o kuweit, onde foi
assistida num hospital local.
A jornalista maria joão ruela foi re-evacuada (isto é, evacuada depois de já ter sido evacuada) de um hospital no kuweit para um hospital em portugal para evacuar a jornalista maria joão ruela foi enviado um avião do INEM
(sim, parece que tem um..... de propósito ao hospital do kuweit para
trazer
a senhora para um hospital de portugal.

2. Se o pedreio josé maria se ferir num acidente de trabalho em angola
(onde
assistência médica está longe de ser igual á do kuweit......) o INEM vai
mandar um avião?
Se o pescador luis pisco se ferir na pesca do bacalhau na terra nova, o
INEM
vai mandar um avião á gronelândia?
Se uma criança de odivelas necessitar de atendimento urgente num dia de
greve nos transportes e, por o hospital d. estefãnia (que agora é o único
com urgência pediátrica...) que está numa zona de difícil acesso
rodoviário,
estiver inacessível em tempo útil... o INEM vai enviar um avião a
odivelas?
Se tu, que pagas os mesmo impostos que a jornalista maria joão ruela (que foi para o iraque trabalhar, como tu vais para o trabalho todos os dias) tiveres um acidente de
trabalho, o INEM vai buscar-te de avião?

3. o jornalismo português que é tão zeloso quando se gasta o dinheiro dos contribuintes...
.... agora está calado????? o jornalismo português tão ávido de sangue quando se trata de matar o
nome
que qualquer cidadão distraído.....agora está calado? o jornalismo português que conseguiu a proeza de mandar um batalhão de jornalistas que só conseguiam fazer reportagem...sobre os outros jornalistas.... agora não escreve sobre esta jornalista?
o jornalismo português que tanto gosta da concorrência entresi..... agora está todo de acordo?
o jornalismo português tem espinha?
o jornalismo português tem moral?
o jornalismo português sabe o que é a independência?

4. o jornalismo português, que já tinha inventado a forma peculiar de dar notícias ao estilo: morreram 3 pessoas e 1 jornalista, agora tem uma razão para se sentir realizado:
os jornalistas, de facto, não são pessoas (pelo menos pessoas como os outros humildes mortais...)

5. seria bom que o governo português que justificou o fecho da urgência pediátrica de santa maria (por sinal o hospital com o melhor serviço de pediatria e neo-natalidade de
lisboa) por razões económicas, tivesse utilizado aquele dinheiro para manter o serviço aberto e deixasse a jornalista maria joão ruela se restabelecer no hospital do kuweit (que é excelente!!!!!!!!!!!) e viesse para portugal, num avião comercial, depois de restabelecida..... a saúde das nossas crianças ficaria agradecida....

6. que merda de república das bananas em que vivemos....
publicado por marce às 11:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 6 de Janeiro de 2004

Pedofilia...

Este assunto dá-me náuseas....

Quando é que a comunicação social deixa de lado o tema para que a Justiça possa continuar o trabalho na melhor Paz de Espírito ???
Afinal quem, ou o que se pretende moralizar com tudo isto? Parece que se arranjou foi um "bode expiatório " e deixou de haver temas de maior importância neste País... Ninguém se preocupa com a qualificação das nossas empresas; dos nossos trabalhadores; com a excelência na prestação de serviços -Públicos ou privados; Na Criação e manutenção de empregos. No custos de vida... Enfim um rol imenso de questões que necessariamente deveriam ser tratadas e discutidas em praça pública com cabeça tronco e membros.

A saúde por exemplo está caótica...
As reformas são de miséria....
A pobreza aumenta (e logo aumentam as disponibilidades para a promiscuidade social) Das finanças nem se fala... (aumenta a carga fiscal logo aumenta também aqui a promiscuidade à fuga fiscal, quem fiscaliza os vendedores ambulantes, de porta a porta, os que vendem nos empregos, os que compram e vem automóveis na "Garagem Estrela, etc., etc.")

Ás vezes medito - quem querem atacar , moralizar ou seja lá o que for??? E, que direito têm os "midia" de incriminar isto ou aquilo??? Afinal não foram e não são eles - mídia-
que incutem a exacerbação do sexo?? A avaliar pelo que servem todos os dias nas suas emissões?? Filmes de guerra, venda do corpo/sexo são pratos diários...

Que os criminosos devem ser punidos está fora de questão.

Que a Justiça deve seguir o seu caminho também.

A quem interessa esta descredibilização do sistema Judicial e passar a imagem para o exterior de um Reino das Bananas???

Outra pergunta afinal porque não vender isto pela positiva e começar a divulgar quem não está implicado nestes actos horrendos.... avaliar pelo que se divulga todos os dias , já devem restar poucos "honestos" (foi uma graça).

Por último e as crianças, os adolescentes ou os homens que foram vítimas não deveriam ser poupadas?

Isto dá realmente náuseas ... Em que porto irá acabar??



Maricelper



publicado por marce às 03:06
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Domingo, 4 de Janeiro de 2004

Experiência...

Acabei de conhecer este sítio do Sapo. E, aqui estou a experimentar.

Por enquanto ainda numa fase muito experimental... a "vasculhar os cantos à casa". Há coisas que não descobri como se fazem. Vai devagarinho.

Peço paciência aos que passarem por aqui e, desde já, o meu obrigado.

Maricelper.
publicado por marce às 10:25
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

.Meu Perfil

 

Nome: Maricelper
Idade: heheh! Bem crescidinha...
Gosto de: Saborear as coisas boas da vida
Vivo: em Lisboa, Portugal
Objectivo deste BOLG: Escrever sobre as "coisas da vida"

 

 

 

 

 

 

 
 
Escreva-me!

bichos.bmp

 

 

 


referer referrer referers referrers http_referer

 

Outros Blogs

 

 

Sítios que Visito:

 

 

:: Alma(da) Nossa Terra

 

:: Alma de Poeta

 

:: Atrium

 

 

 

:: Blogs do Parlamento

 

 

 

:: Cenários dum País

 

:: Cidade Surpriendente (A)

 

blog Coisas & Loisas

 

0009.GIF

 

 

 

:: Do Portugal Profundo

 

 

 

 

 

 

 

:: Formiguinha

 

 

 

 

 

:: Golpe de Vista

 

Grilinha

 

 

 

link.gif

 

 

 

:: Index Poesis

 

 

 

Jardim de Sonhos

 

:: Jornal Torre do Selo

 

 

 

 

 

 

 

:: Lado Esquerdo

 

:: Luzes do Tecto

 

 

 

:: Macua

 

Mudar o template

 

 

 

 

 

:: O Sabor das Palavras

 

 

 

:: Pedaços de Histórias

 

 

:: Pedaços de Mim

 

 

 

Pezinhos de la

 

:: Poesia Vadia

 

 

 

 

 

:: Ribeira de Pena

 

 

 

 

 

:: Sonhos Urbanos

 

 

 

:: Tinta Permanente

 

 

 

 

 

 

:: Voando sobre a Realidade

 

 

 

 

 

 

 

 

 


...:Copie Aqui o Meu Link:..

 

 

.pesquisar

 

.Fevereiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.posts recentes

. Chuveu, finalmente!

. Centro de Saúde de Odivel...

. Curiosidade...

. Vamos assinar!

. Museus

. Bom 2006

. ...

. ...

. Um mimo online!

. Quanto ao meu gatinho

.arquivos

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Agosto 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Eu vou nº 1

.Os animais são nossos amigos

gatos.jpg

 

ANIMAIS.jpg

 

GATO1.jpg

 

galinha1.jpg

 

 

 

 

blogs SAPO

.subscrever feeds