Terça-feira, 3 de Fevereiro de 2004

Olhar...

blog.jpg 


Olhar...


Olhar a vida, olhar a alma.


Ver os espirítos rodearem


num rodopiante frenesim


Sentir o corpo estremecer


numa paz vibrante de luz.


Olhar o amor... olhar as coisas.


um sem número de avalanches


rasga de sentimentos as emoções


No horizonte guia-te o brilho,


Brilho ofuscante das estrelas,


das tuas estrelas.  E tu, Olhas!


Olhas, no teu olhar penetrante.


Despes a vida.  Sangras a luz


Olhas a tempestade.


Chamas a noite.


Tudo apenas com a força do teu olhar!


 


Maricelper, 3 de Fevereiro 2004
publicado por marce às 23:38
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Anónimo a 5 de Fevereiro de 2004 às 03:31
Acabo de ler o poema "Olhar". Lindo, lindo! É um poema de muita força e de muita vida.Jan Muá.Jan Muá
</a>
(mailto:joaofen@uol.com.br)
De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2004 às 22:49
Lindo. Muito lindo.
lfacoca
</a>
(mailto:lfilipesilva@tvtel.pt)
De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2004 às 16:32
:) Mto bonito este post!´bjokaMaria
(http://acozinhadamaria.blogs.sapo.pt)
(mailto:acozinhadamaria@hotmail.com)
De Anónimo a 4 de Fevereiro de 2004 às 03:22
Adorei, o olhar é o espelho da alma e quando não queremos usar palavras, ele diz tudo! Beijos!Dália
(http://www.jardimdesonhos.blogs.sapo.pt)
(mailto:doce_dalia@sapo.pt)

Comentar post